quarta-feira, junho 18, 2014

Sem o teu sorriso


O que resta quando o sorriso se vai?

Resta um coração que chora
O peito que dói sob o fulgor da espora
Os olhos fechados em busca de paz
Tentando alcançar um lugar que é capaz
Do nosso reencontro

Um lugar onde seja possível
Outras vez nós dois.
Uma vez nós dois.







O manual me manda encerrar com um sorriso 
Mas nunca me dei a manuais
E aqui
Não há espaço para sorriso 

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Obrigado pela caminhada